Como resultado da multa de 5 mil milhões de dólares paga pela Google no ano passado por violações de concorrência e privacidade na União Europeia, a gigante permitirá que os usuários do Android escolham o seu mecanismo de busca padrão para todos os telefones e tablets em determinada região que suporte esse mesmo sistema operacional.

A escolha, oferecida em uma nova tela nos telefones e tablets, exigirá que os concorrentes paguem à Google para colocação do seu motor de busca como parte de um leilão, confirmou a empresa em um post no blog. Se um usuário selecionar outro mecanismo de pesquisa durante a configuração inicial de um dispositivo Android na União Europeia, esse mecanismo substituirá o Google em todas as suas aplicações no dispositivo, inclusive o navegador da web Chrome. Os concorrentes do Google não estão satisfeitos com o novo sistema, que deve começar no início de 2020.

O CEO do mecanismo de pesquisa DuckDuckGo focado na privacidade, Gabriel Weinberg, twittou: “Infelizmente, o anúncio do Google hoje não proporcionará uma escolha significativa ao consumidor. Um leilão pay-to-play com apenas quatro vagas significa que os consumidores não receberão todas as opções que merecem, e o Google lucrará à custa da concorrência. ”


em site theindependent.com