Boris Johnson foi convidado por sua majestade a Rainha Isabel II a formar governo, após a renúncia de Theresa May. O homem que é aplaudido por Donald Trump, presidente dos EUA, talvez tenha metido o pé na poça.

Durante toda a sua campanha Boris disse ao povo britânico que o Reino Unido iria abandonar a União Europeia, com ou sem acordo, a 31 de outubro. O povo aplaudiu o homem que disse que iria tentar fazer aquilo que levou Theresa May ao chão.

Agora e após ter formado governo Boris falou pela primeira vez e disse que o Reino Unido iria abandonar a União Europeia com um novo acordo, que considera ser o melhor para o país. Boris quer entrar em negociações com Bruxelas para que o seu país possa sair com mais vantagens do que com o acordo que está em cima da mesa.

No entanto e desde a altura de Theresa May que a União Europeia diz não estar aberta a novas negociações. O presidente da Comissão Europeia já veio afirmar que o acordo que está redigido é o único possível e que não cederá em mais nenhum lado. Ou o Reino Unido aceita o acordo que está assinado ou sai sem qualquer acordo, uma vez que a própria União Europeia já está preparada para uma saída do país desordenado do bloco europeu.

Anúncios