“Depois de 11 temporadas sensacionais dizemos um saudoso adeus aos nossos jurados — Matt Preston, Gary Mehigan e George Calombaris. Durante mais de uma década, o “MasterChef Austrália celebrou a comida australiana e realizou sonhos culinários de cozinheiros domésticos. Agradecemos o Matt, ao George e ao Gary por terem feito parte deste impressionante legado MasterChef” — foi esta mensagem, divulgada através do Facebook, que deu por terminada a participação dos três famosos jurados naquele que é seguramente o mais popular programa de culinária do mundo.

Segundo o Financial Times, na passada terça-feira o canal televisivo Network 10 já tinha falado sobre esta decisão que, segundo a versão oficial, deu-se por não haver acordo comercial mútuo entre todas as partes envolvidas. Esta decisão surge depois do pedido de vários sindicatos australianos que exigiam que George Calombaris fosse despedido por desrespeitar regras e éticas de trabalho com os colaboradores dos seus restaurantes — na semana passada, fiscalizadores do ramo multaram a sua empresa, a Made Establishment, por esta pagar aos seus empregados abaixo do que era suposto, havendo uma diferença de pouco mais de cinco milhões de euros entre o que era obrigado a pagar e o que realmente pagava. Colombaris foi forçado judicialmente, depois desta história se tornar pública, a pagar uma indemnização aos seus funcionários e, desde então, já foi riscado de um plano de marketing e publicidade que visava promover o turismo na Austrália Ocidental.

O canal de televisão largou esta “bomba” no dia em que termina a 11ª temporada do MasterChef Austrália: “Depois de meses de negociações, o [canal] 10 não foi capaz de alcançar um acordo comercial que fosse do agrado de Matt, Gary e George”, contou Paul Anderson, o responsável máximo da estação. “Ao longo de 11 temporadas sensacionais, o MasterChef Austrália estabeleceu-se como um dos programas de culinária mais populares e respeitados do mundo inteiro. Durante mais de uma década, a série icónica moldou e motivou a paixão do público australiano pela comida e pela cozinha, proporcionando momentos de televisão inesquecíveis e realizando muitos sonhos culinários. Gostávamos de agradecer ao Gary ao George e ao Matt pela sua contribuição ao longo dos últimos anos”, acrescentou ainda o mesmo executivo, segundo comunicado citado pela ABC.

Matt Preston utilizou o Twitter para confirmar a notícia e deixar uma mensagem onde diz que o trio estava “entusiasmado por continuar” mas foi impossível “concordar com todos os termos do novo contrato.” Na mesma publicação diz ainda que os três “desfrutaram ao máximo dos 11 anos maravilhosos [aqui contabilizam o tempo de gravações antes da estreia do programa em si] no MasterChef Austrália” e agradecem a “fantástica oportunidade” que lhes deram para fazer parte “deste programa tão especial.”

“Conhecemos muitas pessoas bonitas, descobrimos e guiamos alguns dos mais brilhantes e promissores cozinheiros do panorama gastronómico australiano, trabalhámos com os melhores chefs do mundo em frente à câmera, com os melhores profissionais da industria televisiva nos bastidores. E claro, nós os três formamos uma amizade para a vida que sobreviverá muito além deste programa. Quero aproveitar a oportunidade para agradecer a toda a gente com quem partilhámos esta espantosa viagem — especialmente com os concorrentes maravilhosos. Finalmente gostávamos de desejar aos novos jurados tudo de bom e que tudo corra bem nesse programa que nós tanto adoramos”, escreveu.

Os fãs da série estão a exprimir a sua tristeza com a decisão, mas muitos já se questionam sobrem quem serão os novos jurados. Um dos nomes mais falados é o de Adam Liaw, o vencedor do primeiro MasterChef. Os nomes de ex-concorrentes como Poh Ling Yeow ou Justine Schofield também já foram ventilados.

A primeira temporada do MasterChef Austrália foi para o ar no dia 27 de abri de 2009 e essa temporada durou até ao dia 29 de julho do mesmo ano. Inicialmente a “base” de gravações era na cidade de Sidney mas entretanto mudou-se para Melbourne, havendo cada vez mais episódios passados noutras latitudes.



em site observador.pt
Anúncios