As redes sociais como o Facebook, WhatsApp e Instagram poderão ter os seus dias contados nos equipamentos da Huawei

A guerra comercial entre os EUA e a China parece não estar nos seus melhores dias. Após Donald Trump ter proibido as empresas americanas de fazerem qualquer negócio com a China, às repercussões dessas políticas não se sentem logo, mas há medida que o tempo passa essas medidas irão ter um impacto profundo no mundo.

Após a Google ter anunciado que iria deixar de dar quaisquer atualizações de software para os equipamentos da Huawei, a gigante chinesa afirmou que em último caso irá construir o seu próprio sistema operacional, para que os seus utilizadores possam continuar a ter acesso aos mesmos conteúdos.

O problema está noutras empresas americanas. Apesar da Huawei poder vir a ter o seu próprio sistema operacional, sabe-se agora que as medidas de Washington impedem que o Facebook, o WhatsApp ou o Instagram integrem este novo sistema operativo, uma vez que não é americano, mas sim chinês.

A Huawei já lançou um comunicado onde diz que todos os equipamentos lançados e aqueles que se encontram em stock irão continuar a ter acesso às redes sociais americanas sem qualquer problema. Os outros equipamentos que irão ou estar a ser produzidos poderão mesmo perder o acesso a estas aplicações.

Se pensa que se trata apenas do Facebook, WhatsApp e Instagram está muito enganado. Outras aplicações como o Snapchat e o Twitter estão ameaçadas nos novos equipamentos da Huawei.

O Gmail e o YouTube não estarão mais disponíveis nos equipamentos Huawei e essa foi uma garantia deixada pela Google, dona destas aplicações.

Ainda não se sabe ao certo até que ponto Donald Trump irá continuar a sancionar a Huawei, mas espera-se que este seja o seu próximo passo.

Anúncios