O Night King será, goste-se ou não, um dos principais protagonistas da oitava e última temporada de Game of Thrones, agora que o seu exército avança sobre Winterfell, e que até tem um Dragão a assisti-lo.

Num episódio passado vimos como foi o processo da sua transformação, quando as Crianças da Floresta (Children of the Forest) cravaram um pedaço do que parece ser dragonglass no peito do homem que viria a transformar-se em Night King, interpretado pelo ator Vladimír Furdík. O objetivo era, supostamente, criar uma arma que os ajudasse a combater os Primeiros Homens, plano que acabou por resultar na criação de um inimigo ainda pior.

O que se segue é apenas uma teoria, mas correndo o risco de acertar em alguma coisa, considerem a existência de spoilers…

É verdade que de acordo com a história, os Targaryen só viajaram para Westeros muito tempo depois do aparecimento dos White Walkers, quando começou o reinado de Aegon Targaryen, mas graças ao episódio desta semana, vários fãs começaram a fazer uma ligação entre a família de Daenerys (e Jon) e a simbologia que tem acompanhado os White Walkers desde o início da série.

Quando durante o primeiro episódio de Game of Thrones, o corpo do pequeno Ned Umber é descoberto rodeado de membros presos na parede e a formar uma espécie de espiral, os fãs começaram a associar a simbologia com um momento do primeiro episódio da série, juntamente com um desenho cravado numa caverna junto a Dragonstone (casa dos Targaryen em Westeros), e com o próprio símbolo da casa Targaryen.

Lembra-se que só os Targaryen é que sabiam montar um dragão? Isso deixa muitas dúvidas no ar e pondera-se que o Night King seja mesmo um Targaryen, apesar dos lapsos temporais ao longo da história.


com excerto publicado em site IGN
Anúncios