LIVE

Venezuela: EUA impedem que Novo Banco transfira 1200 milhões de dólares para Nicolas Maduro


O Novo Banco suspendeu uma transferência do presidente venezuelano Nicolas Maduro de 1200 milhões de dólares (1,05 mil milhões de euros) para o Uruguai.

O parlamento venezuelano aprovou dia 15 de janeiro um acordo de proteção dos ativos da Venezuela no exterior e delegou naquela comissão a coordenação e seguimento de ações que protejam os ativos venezuelanos na comunidade internacional.

Portugal foi um dos 11 países europeus que endereçou um ultimato a Nicolás Maduro para este convocar eleições presidenciais livres e justas. Na segunda-feira, depois de o sucessor de Hugo Chávez ter rejeitado esta iniciativa, mais de 20 países europeus reconheceram Juan Guaidó, presidente da Assembleia Nacional, como líder interino do país.

Outros países, como os Estados Unidos, Canadá, Austrália, Marrocos, a totalidade da América do Sul à exceção da Bolívia e do Uruguai, já o tinham feito. A todos, Maduro prometera

“rever na íntegra” as relações diplomáticas.

Na segunda-feira a revisão das relações com Lisboa ficou à vista. Oito elementos do Grupo de Operações Especiais da PSP, enviados para reforçar a segurança da embaixada e do consulado de Portugal em Caracas, não puderam sair do aeroporto de Caracas. Isto apesar de as autoridades do regime bolivariano estarem ao corrente da ida do grupo, bem como do conteúdo das malas diplomáticas. Os polícias transportavam armas, capacetes, coletes à prova de bala e outros equipamentos.

O Falcon 50 voltou para Portugal com a equipa dos GOE.

As relações entre Portugal e a Venezuela já tiveram melhores dias, sendo que o país luso recusa mostrar qualquer apoio ou ajuda a Nicolas Maduro.

O Novo Banco detido pelos americanos Lone Star também poderá estar por detrás deste bloqueio de transação, uma vez que os EUA e o Canadá não reconhecem Nicolas Maduro como presidente da Venezuela. A nova política norte-americana impede que seja dada qualquer tipo de ajuda a Nicolas Maduro, enquanto este não decidir abandonar o poder usurpado.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s