Wanzhou Meng, de 46 anos, é filha do fundador da Huawei. A mulher foi detida a pedido dos EUA por esta ter supostamente violado as sanções impostas pelas autoridades norte-americanas ao Irão.

A Embaixada da China no Canadá já pediu a libertação imediata da diretora financeira da empresa. Os representantes chineses protestaram contra as autoridades norte-americanas e canadianas e exigiram que estas corrigissem o erro imediatamente e devolvessem a filha do fundador da Huawei.

As autoridades canadianas anunciaram que a filha do fundador da Huawei poderá ser extraditada para os EUA para ser julgada.

Anúncios